6 de jun de 2012

Palavras soltas...

Postado por Sandra Regina às 14:15 0 comentários

.
.
.

"Certos graus de amor 
só são perceptíveis a partir da impossibilidade de se exercerem 
ou da ameaça de não poderem jamais vir à tona."

.
.
.

(Artur da Távola)


O que é felicidade....

Postado por Sandra Regina às 13:56 0 comentários
"Felicidade é a combinação de sorte com escolhas bem feitas."
...
..
.

(Martha Medeiros)

.
..
...




A lei....

Postado por Sandra Regina às 13:50 0 comentários

"Nascer, morrer, renascer ainda e progredir sempre, tal é a lei."


(Allan Kardec)






A canção que faltava...

Postado por Sandra Regina às 13:36 0 comentários



"...Acordo antes de você só pra ver o teu sorriso
Quando abre os olhos e me vê.
Pronto, o dia já se iluminou
Razões pra ir em frente eu tenho aos milhões
E no café ao meio dia
Você prepara o que eu queria
Um beijo acompanhado de ontem
Do corpo que eu maltratei de tanto te querer bem..."



5 de jun de 2012

As respostas.....

Postado por Sandra Regina às 16:45 0 comentários
"O vento é o mesmo.
 Mas sua resposta é diferente em cada folha."

.
.
.

(Cecília Meireles)

Palavras soltas.....

Postado por Sandra Regina às 16:14 0 comentários

...

" Tenho trabalhado tanto, mas sempre penso em você. Mais de tardezinha que de manhã, mais naqueles dias que parecem poeira assenta e com mais força quando a noite avança. Não são pensamentos escuros, embora noturnos… Sabe, eu me perguntava até que ponto você era aquilo que eu via em você ou apenas aquilo que eu queria ver em você. Eu queria saber até que ponto você não era apenas uma projeção daquilo que eu sentia, e se era assim, até quando eu conseguiria ver em você todas essas coisas que me fascinavam e que no fundo, sempre no fundo, talvez nem fossem suas, mas minhas, e pensava que amar era só conseguir ver, e desamar era não mais conseguir ver, entende? Eu quis tanto ser a tua paz, quis tanto que você fosse o meu encontro. Quis tanto dar, tanto receber. Quis precisar, sem exigências. E sem solicitações, aceitar o que me era dado. Sem ir além, compreende? Não queria pedir mais do que você tinha, assim como eu não daria mais do que dispunha, por limitação humana. Mas o que tinha, era seu. Mas se você tivesse ficado, teria sido diferente? Melhor interromper o processo em meio: quando se conhece o fim, quando se sabe que doerá muito mais — por que ir em frente? Não há sentido: melhor escapar deixando uma lembrança qualquer, lenço esquecido numa gaveta, camisa jogada na cadeira, uma fotografia — qualquer coisa que depois de muito tempo a gente possa olhar e sorrir, mesmo sem saber por quê. Melhor do que não sobrar nada, e que esse nada seja áspero como um tempo perdido. Tinha terminado, então. Porque a gente, alguma coisa dentro da gente, sempre sabe exatamente quando termina. Mas de tudo isso, me ficaram coisas tão boas. Uma lembrança boa de você, uma vontade de cuidar melhor de mim, de ser melhor para mim e para os outros. De não morrer, de não sufocar, de continuar sentindo encantamento por alguma outra pessoa que o futuro trará, porque sempre traz, e então não repetir nenhum comportamento. Ser novo. Mesmo que a gente se perca, não importa. Que tenha se transformado em passado antes de virar futuro. Mas que seja bom o que vier, para você, para mim. Te escrevo, enfim, me ocorre agora, porque nem você nem eu somos descartáveis. … E eu acho que é por isso que te escrevo, para cuidar de ti, para cuidar de mim – para não querer, violentamente não querer de maneira alguma ficar na sua memória, seu coração, sua cabeça, como uma sombra escura."

...

(Caio Fernando Abreu) 


Tem que ser você...

Postado por Sandra Regina às 15:49 0 comentários
♪... Um dia seus pés vão me levar
Onde as minhas mãos não podem chegar
Me leva onde você for
Estarei muito só sem o seu amor

Agora é a hora de dizer
Que hoje eu te amo
Não vou negar
Que outra pessoa não servirá

Tem que ser você
Sem por que, sem pra que
Tem que ser você
Sem ser necessário entender... ♪



Sentimentos e atos....

Postado por Sandra Regina às 15:41 0 comentários
"Somos donos de nossos atos,
mas não somos donos de nossos sentimentos;
Somos culpados pelo que fazemos, 
mas não somos culpados pelo que sentimos;
Podemos prometer atos,
mas não podemos prometer sentimentos;
Atos são pássaros engaiolados...
Sentimentos são pássaros em vôo!"

.
.

(Mario Quintana)



 

Lembre da nossa música....

Postado por Sandra Regina às 15:22 0 comentários


"...Se voltar desejos
Ou se eles foram mesmo
Lembre da nossa música
Música
Se lembrar dos tempos
Dos nossos momentos
Lembre da nossa música
Música..."




 

Do meu jeito Template by Ipietoon Blogger Template | Gift Idea